Entenda a diferença entre MultiCloud e Nuvem Híbrida

Conheça cada um desses sistemas de nuvem, suas vantagens e saiba como fazer a escolha certa para a sua empresa.

No mundo em que vivemos a tecnologia tem se tornado uma parte cada vez mais indispensável da vida das pessoas e das empresas e, por isso, a evolução e transformação digital são constantes. E, entre essas inovações, há diversos tipos de computação em nuvem. 

O sistema cloud pode trazer inúmeras vantagens para o seu negócio, que vão desde flexibilidade, até escalabilidade e segurança. Mas entre tanta variedade, é normal se sentir perdido. 

Para te ajudar a entender mais sobre o assunto, vamos falar sobre Multicloud e Nuvem Híbrida, detalhando cada uma delas, apresentando seus benefícios individuais e completando com uma comparação. Quer saber tudo sobre elas? Então, vamos lá! 

O que é Multicloud?

O termo Multicloud, como você deve estar imaginando, diz respeito a um sistema de nuvem múltipla, ou seja, mais de uma nuvem está sendo utilizada para armazenar informações. 

Uma característica importante desse tipo de sistema é o uso de fornecedores variados e que envolvem diversas nuvens públicas. Estamos falando do SaaS (Software as a Service) de força de vendas contratado direto com a Salesforce e a colaboração e mensageria em Office 365, por exemplo. 

Essa mescla pode trazer um resultado muito positivo se todos os envolvidos trabalharem de forma integrada, principalmente elevando a qualidade das operações. Há ganhos significativos em desempenho e disponibilidade. 

Mas os motivos para utilizar o Multicloud não acabam por aí: o modelo de múltiplas nuvens permite extrair o que cada fornecedor faz de melhor, ganhando em segurança, flexibilidade, armazenamento de dados e orquestração, além de aproveitar as vantagens das nuvens fornecidas pelos próprios desenvolvedores de determinados sistemas.

Enfim, chegamos a uma parte que pode ser bem importante nesta conversa. O Multicloud pode ajudar a reduzir custos e elevar os ganhos de contrato, já que há uma margem significativa para negociação. Isso porque nesse sistema há maior facilidade para integração e sua empresa não fica dependente de um único fornecedor.

O que é Nuvem Híbrida? 

O conceito de Nuvem Híbrida se refere ao uso combinado de plataformas de nuvem pública e privada. Sua grande vantagem é permitir que as organizações aproveitem os benefícios de cada uma das modalidades e escolham qual usar em cada situação específica de seus dados. 

Os fornecedores de serviços de nuvem podem oferecer as opções de nuvem pública e privada juntas, trazendo a nuvem híbrida. Ela pode ser hospedada tanto no local ou fora dele. Basicamente, isso quer dizer que sua empresa pode hospedar sua própria nuvem privada no local e ainda usar serviços de computação em nuvem pública fora dele para tipos de necessidades diferentes. 

Um exemplo prático e bastante utilizado de Nuvem Híbrida acontece com a plataforma privada estando no datacenter interno da empresa, enquanto a parte pública é contratada com um fornecedor externo via SaaS. Mas também é possível utilizar ambas simultaneamente com a modalidade privada na IBM e a pública em Microsoft ou Salesforce, por exemplo. 

Os grandes benefícios da Nuvem Híbrida estão na flexibilidade e na estrutura de separação. 

É uma modalidade bem flexível porque permite que a empresa utilize uma nuvem privada para executar grande parte da carga de trabalho e a nuvem pública seria acessada apenas em pontos altíssimos de uso. 

Mas também há grandes vantagens em estrutura e segurança: a empresa pode prestar seus serviços por meio de uma nuvem pública, enquanto mantém seus dados confidenciais seguros em uma nuvem privada. 

Afinal, quais são as diferenças entre Multicloud e Nuvem Híbrida?

O ponto mais importante desta conversa é que os modelos não são excludentes e, por vezes, podem ser complementares. 

Empresas que possuem sistemas antigos que permanecem em uso ou aquelas que não nasceram na “era da nuvem” dificilmente conseguiriam escapar do modelo híbrido, justamente porque utilizam sistemas que não foram planejados e desenvolvidos para nuvem pública. 

Por outro lado, nada impede que uma empresa com arquitetura híbrida adote múltiplas nuvens públicas, se adequando ao conceito de Multicloud, ainda que utilize o modelo híbrido. 

É necessário entender que os dois sistemas têm vantagens significativas e o que deve fazer peso na balança na hora da escolha são as necessidades do seu negócio. 

Se estamos falando de uma rotina de atividades mais pesada, é claro que será preciso um investimento maior no serviço de nuvem, enquanto operações mais leves permitem uma contratação menor. 

Qual é a melhor escolha? 

Como você deve ter percebido ao longo deste texto, todo o processo que envolve as soluções em nuvem, desde a escolha por um sistema específico até seu gerenciamento, é complexo. Estamos falando de uma sequência de atividades, já que é preciso monitorar os diferentes ambientes em nuvem, o que exige ferramentas adequadas e profissionais experientes na execução. 

Além disso, é nosso dever explicar que uma empresa pode também optar por utilizar duas modalidades de sistema cloud simultaneamente, principalmente para suportar toda a demanda de operações. Como já foi dito, tudo depende das necessidades do seu negócio e, principalmente, do objetivo estratégico. 

Por tudo isso, é essencial contar com o apoio de especialistas de TI que vão analisar detalhadamente todas as possibilidades e, ainda, estar à frente da execução de todos os processos. Essa equipe ficará dedicada em aliar as necessidades do negócio às vantagens e oportunidades trazidas pelo uso de cada um dos sistemas de nuvem. 

Para ter o melhor resultado em segurança, desempenho, redução de custos e, quem sabe, redução nos valores dos serviços contratados, conte com o auxílio da Arken Tecnologia que tem anos de experiência no mercado. Por meio de serviços de consultoria podemos indicar qual é a melhor solução para que seu negócio alcance todos os objetivos desejados.