Conheça a importância do licenciamento de software

Com a aquisição da licença, sua empresa anda dentro da legalidade, tem mais segurança e reduz custos.

No mundo atual, em que a tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas e, claro, das empresas, não há como negar a importância dos softwares. Eles são responsáveis por termos processos que funcionem de forma adequada e da maneira mais eficiente possível.

Uma vez que o software é adquirido, é preciso mantê-lo devidamente atualizado e bem configurado para que tudo funcione da maneira esperada, mas isso não basta. Existe a necessidade de controlar e gerenciar o licenciamento, evitando grandes problemas e riscos financeiros para a sua empresa. Vamos te contar agora a importância disso. Vem!

O que é o licenciamento de software? 

De forma simples, o licenciamento de software é a autorização que uma pessoa física ou uma empresa recebe para utilizá-lo. 

Cada companhia desenvolvedora de um software tem uma maneira própria de controlar seu uso. Algumas optam por ceder um código que deve ser inserido no local indicado no sistema durante a instalação no dispositivo que vai recebe-lo, enquanto outras controlam a partir das notas fiscais emitidas ou, ainda, possuem sistemas com mais praticidade em que o controle é feito na nuvem, habilitando o uso caso exista uma assinatura em vigência.

Quem compra a licença também recebe, além do acesso ao software, suas instruções de uso, ou seja, especificações de quantos usuários podem utilizá-lo e o que é permitido ou não fazer com aquele sistema. Mas fique atento: a responsabilidade por compreender os termos e aplicar os controles de uso é sempre do contratante.

Por que o licenciamento de software é importante para a minha empresa? 

Infelizmente, algumas empresas não dão a devida importância ao licenciamento de software por não saber como o processo funciona ou simplesmente porque decidiram ignorá-lo. Contudo, é importante ressaltar que nem todos os fabricantes possuem processos simples de controle, fato que, por vezes, resulta na necessidade de conhecimento especializado para implantar a gestão adequada de ativos de software.

Um cenário bem comum em várias companhias acontece quando ela acredita estar devidamente licenciada, mas por não implementar controles adequados, acaba utilizando softwares de forma pirata em parte de seus equipamentos. 

Casos como esse acabam por indicar grande imprudência por parte da organização, porque não ter as licenças pode trazer problemas sérios. A utilização de um software fora dos termos indicados por sua desenvolvedora é classificada como pirataria e pode resultar em acusações por apropriação indevida. 

Agindo conforme a lei e adquirindo o licenciamento adequado, sua empresa respeita a propriedade intelectual da desenvolvedora e ainda tem a vantagem de saber que seus dados estão realmente protegidos com a utilização de um software original. 

E tem mais! Comprando um software diretamente com um vendedor autorizado, você pode negociar com ele a aquisição de uma licença que dá acesso a múltiplos usuários, reduzindo custos e trazendo uma importante economia de dinheiro. 

Além disso, você vai gostar de saber que muitos contratos de uso corporativo concedem benefícios que vão muito além do direito de uso, como espaço de armazenamento em nuvem, suporte técnico especializado, concessão de horas de consultoria e direito de atualização dos softwares.

Utilizar software sem licença pode ser crime

Como já te explicamos, algumas empresas utilizam softwares sem licença por falta de conhecimento e acabam nem se dando conta disso. Mas, como também existem os casos intencionais, é importante saber que utilizar o produto sem uma licença original pode ser enquadrado como crime e a organização será duramente penalizada. 

Além disso, as multas são pesadas e obviamente custam bem mais do que a compra de licenças da forma legal. 

Se a sua empresa precisa de ajuda para se regularizar em relação a esses licenciamentos, ela pode contratar um serviço de gestão de custo de softwares que faça um levantamento completo daqueles que são utilizados dentro da corporação e realize uma análise comprobatória de que todos os contratos estão na mais plena legalidade. O time Arkentec tem larga experiência nesse tipo de solução.

Inclusive, nossos especialistas já entregaram uma economia significativa para diversos clientes após uma revisão de contratos de licenciamento, já que, acredite ou não, a falta de controle pode gerar “sobrelicenciamento”.

É extremamente importante notar que uma gestão adequada do licenciamento de softwares não só elimina os riscos de não conformidade, como também pode gerar economia com o apontamento de modalidades de contratação mais adequadas ou evitando gastos desnecessários.

Para se manter bem informado e agir da maneira correta dentro da sua empresa, é importante saber reconhecer a pirataria de software, entender sobre a legislação e boas práticas dentro da área. Tenha acesso a tudo isso no site da ABES, a Associação Brasileira das Empresas de Software.

Nossa dica final, como você deve ter entendido ao longo deste texto, é que sempre sejam adquiridos softwares originais com a licença de instalação e uso. Assim, sua empresa pode continuar crescendo sem uma grande queda para sua imagem, que seria a autuação por uso indevido de algum produto. 

Ao comprar um sistema pirata você coloca toda a organização em risco e muito provavelmente não encontrará ninguém para ajudá-lo quando os problemas começarem a aparecer. O custo será alto tanto para seu caixa quanto para sua credibilidade.

Percebeu que precisa de ajuda para decidir o melhor modelo de licenciamento para a sua demanda, otimizar ou gerir as suas licenças atuais? Você pode contar com a Arkentec! Os nossos especialistas têm ampla competência em auditorias de licenciamento e ainda são parceiros autorizados para a revenda de Licenças da Microsoft.